O que são as terapias injetáveis para desequilíbrios relacionados à deficiência nutricional?

Quando ingerimos alimentos via oral, dificilmente o nosso organismo consegue absorver todos os nutrientes por conta das perdas que ocorrem ao longo do processo digestivo. Para auxiliar em vários tratamentos e também na prevenção de doenças, muita gente opta pelas terapias injetáveis.

 

Você já ouviu falar desse método? Sabe quais são os principais benefícios e como ele auxilia na qualidade de vida? É o que vamos responder ao longo deste post. Vem conosco!

 

O que são as terapias injetáveis?

 

As terapias injetáveis são uma forma de tratamento que administra medicamentos, nutrientes, vitaminas, líquidos, hormônios ou minerais, por meio de aplicações venosas, musculares, articulares ou cutâneas. Como é uma terapia médica, o procedimento deve sempre contar com a participação de um profissional devidamente credenciado, seja no Conselho Regional de Medicina (CRM) ou Conselho Regional de Enfermagem (Coren).

 

Portanto, antes de buscar as terapias injetáveis, faça uma pesquisa sobre as clínicas que contam com credibilidade em sua região. Uma boa dica é buscar auxílio de locais que focam na medicina integrativa, pois poderão oferecer um suporte que auxiliará em sua saúde de maneira holística.

 

Afinal, é possível conciliar o tratamento com outros métodos, fazendo com que os resultados sejam mais eficazes. Por isso, uma clínica integrativa é um local ideal para você realizar as terapias injetáveis, tendo um suporte multidisciplinar, com profissionais de várias especialidades no ramo da saúde.

 

Como as terapias injetáveis funcionam?

 

Você pode se perguntar: mas quem precisa dessas terapias? Elas são indicadas para inúmeros tipos de pacientes, como quem sofre de insuficiências metabólicas, nutricionais ou que esteja impossibilitado de ingerir alimentos pela via oral. Com as terapias injetáveis, é possível oferecer uma dosagem correta para suprir as deficiências verificadas por meio dos resultados de vários exames.

 

Além disso, é possível prevenir problemas que possam ser sinalizados pelo mapeamento genético, com alta possibilidade de acontecer em longo prazo, caso medidas não sejam tomadas. Assim, as terapias focam na restauração do equilíbrio fisiológico, tendo um impacto positivo no controle dos sintomas de inúmeras doenças, como as degenerativas. Entre elas, podemos citar:

 

Ao injetar nutrientes, minerais, hormônios, medicamentos ou vitaminas no organismo, é possível encurtar o trajeto em relação à ingestão convencional de alimentos, ou seja, como os compostos são administrados diretamente na corrente sanguínea, a metabolização acaba acontecendo de forma mais rápida e eficaz.

 

Além dos efeitos serem consistentes, há ainda muitas outras vantagens, como a questão da dosagem correta para cada paciente, focando nas necessidades apresentadas pelo diagnóstico. Dessa forma, não há perdas nutricionais como acontece no processo digestivo. E as abordagens são mais localizadas, ou seja, se uma pessoa está com anemia, por exemplo, é possível destinar uma dosagem correta de ferro, auxiliando imensamente no tratamento.

 

Outro benefício inquestionável é que as terapias injetáveis têm auxiliado no tratamento de quem sofre de transtorno gastrointestinal. Ao utilizar essas técnicas, o que é ingerido não entra em contato com o tubo digestivo, fator que elimina a ocorrência dos efeitos colaterais, como dores no estômago, refluxo, gases, cólicas, diarreia etc.

 

Para quem são indicadas

 

Pessoas de todas as idades podem utilizar as terapias injetáveis para tratar desequilíbrios nutricionais e também de maneira preventiva. Isso porque é possível evitar que determinada deficiência de um nutriente, por exemplo, cause alguma doença em curto, médio ou longo prazo.

 

No entanto, mais uma vez, ressaltamos um aspecto importantíssimo: as terapias injetáveis só podem ser aplicadas, caso haja uma recomendação médica, frequentemente sendo um gastroenterologista. Geralmente, a consulta posterior é com um nutrólogo, desde que tenha especialidade nessas técnicas. São esses profissionais especializados que oferecerão um planejamento terapêutico de acordo com as particularidades de cada pessoa.

 

Quais são os principais benefícios?

 

Além dos benefícios já citados ao longo deste post, não podemos deixar de evidenciar a influência positiva das terapias injetáveis, no que diz respeito à longevidade. Como as pessoas estão em busca de qualidade de vida e bem-estar, é possível obter uma suplementação vitamínica por via endovenosa que otimiza os resultados, em termos de saúde, sem perdas de nutrientes.

 

Trata-se de uma atitude que já faz parte da realidade de muita gente, inclusive de celebridades que investem na autoestima e na prevenção de enfermidades. O método é inovador e tem obtido respostas motivadoras por parte, tanto dos pacientes quanto dos médicos. Ou seja, é um investimento com retorno garantido. Aliado a outras técnicas que fazem parte da medicina integrativa, as terapias injetáveis auxiliam nas necessidades das pessoas, somando forças em prol de uma vida mais plena e com qualidade.

 

Como escolher a clínica ideal?

Você pode se perguntar: onde farei um tratamento eficaz com as terapias injetáveis? A primeira dica é observar se a clínica atua com medicina integrativa, se tem credibilidade no mercado, boa reputação nas redes sociais e indicações de amigos e familiares. Inclusive, é importante que o local atue com outros tipos de abordagens, como acompanhamento nutricional, bioimpedância, enema de café, estimulação magnética transcraniana, termografia, oxigenoterapia, microscopia, hidroterapia, entre outras.

 

Observe ainda se a clínica foca no atendimento que prioriza a parceria entre médico e paciente, sempre com um olhar para o todo, ou seja, o ser humano em sua complexidade, indo desde o histórico familiar até as causas e consequências dos problemas constatados. É preciso também analisar se o local escolhido conta com equipamentos modernos, certificações, profissionais qualificados e todas as documentações em dia, como da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

 

No corpo clínico, veja se há não somente médicos, mas também profissionais de outras áreas da saúde, como nutrição e enfermagem. Afinal, a medicina integrativa necessita de uma multidisciplinaridade nos atendimentos, sempre priorizando uma visão sistêmica do paciente. Seguindo as nossas dicas, certamente você encontrará uma clínica ideal para realizar as terapias injetáveis, sendo uma experiência positiva e com resultados que estarão sintonizados na melhoria da sua saúde como um todo.

 

E você, interessou-se nesse método? Quer conhecer mais sobre o assunto e investir na técnica que tem ajudado inúmeras pessoas? Então, leia este post e aprenda mais sobre as terapias injetáveis.

Tire suas dúvidas pelo Whatsapp

close-link
Olá! Tire suas dúvidas pelo WhatsApp!