Como cuidar da saúde dos ouvidos? Não perca 9 boas práticas!

O mundo é barulhento. A poluição sonora está por todos os lados. Escapamentos de motos soam em alto volume pelas ruas, adolescentes preferem ouvir música no nível mais alto do smartphone, o trânsito é caótico, as máquinas das indústrias não param e há ainda inúmeras outras interferências.

 

Diante de tudo isso, como cuidar da saúde dos ouvidos? É o que vamos responder ao longo deste post, por meio de nove práticas que, certamente, farão grande diferença em sua vida. E, claro, para melhor! Vem com a gente!

 

Entenda a importância da saúde dos ouvidos

 

Assim como todas as demais partes do corpo, os ouvidos necessitam de cuidados ao longo da vida, principalmente para evitar vários problemas, inclusive a surdez. Caso você não tenha uma predisposição genética que possa influenciar na saúde auditiva, a exposição prolongada a ruídos e maus hábitos podem afetar em cheio os seus ouvidos, causando uma perda gradativa ou, até mesmo, total da capacidade de ouvir sons.

 

Sem tomar os devidos cuidados, é bem provável que você tenha ainda outros problemas, como a dificuldade na comunicação. Assim, ocorre uma limitação no cotidiano, impactando de forma negativa em sua rotina, seja no trabalho, família ou vida social. Para evitar problemas, nada melhor do que atitudes preventivas.

 

Afinal, quanto mais cedo os cuidados forem praticados, melhores serão os resultados em prol da saúde dos ouvidos. Isso porque existe um desgaste natural ao longo da existência, ou seja, todos nós perderemos a capacidade auditiva com o passar dos anos, mas quem se cuida consegue evitar que esse processo ocorra precocemente.

 

Ao manter a saúde dos ouvidos em dia, você poderá desfrutar de inúmeros prazeres, como uma boa interação com o meio ambiente, podendo escutar limpidamente o vento, o som da água de uma cachoeira batendo nas pedras, o canto dos pássaros, enfim, a sonoridade abre um mundo de possibilidades sensitivas.

 

Mas, muita gente deixa de se cuidar e acaba perdendo a capacidade auditiva. Pesquisas mostram, no Brasil, 15 milhões de pessoas têm algum grau de deficiência auditiva, o que equivale a quase 10% da população.

 

Aprenda como cuidar da saúde dos ouvidos

 

Sabendo que o ato de ouvir é fundamental para inúmeras atividades no dia a dia, principalmente na compreensão de conceitos e orientações, a dica primordial é sempre valorizar a saúde dos ouvidos. Muitos hábitos positivos são simples e fáceis de serem praticados. Mas, como fazer isso? É o que mostraremos agora, por meio das nove dicas que selecionamos especialmente para você. Confira!

 

1. Monitore o volume dos sons

 

Essa dica vale muito para os jovens e também para alertar os pais sobre os riscos que seus filhos correm ao manter os sons em volume alto nos fones, seja para ouvir música, jogar ou assistir a um filme. Segundo estudo da Sociedade Brasileira de Otologia (SOB), aplicado em um universo de 68 jovens, somente 14 afirmaram que escutavam música em volume abaixo de 85 decibéis, considerado seguro.

 

Já 80% dos jovens responderam que ouvem em uma altura que pode danificar os ouvidos, chegando até a 109 decibéis. Diante dessa realidade, é preciso monitorar os filhos em relação ao volume em várias atividades do dia a dia, principalmente agora em que a rotina tecnológica ocupou o maior espaço na vida de todos.

 

E esse monitoramento também deve ser feito para si mesmo. Afinal, muita gente exagera no volume no momento de assistir uma série, filme ou uma palestra on-line. Portanto, vale a pena seguir algumas orientações, tais como:

 

  • ao assistir TV, algo na internet ou ouvir música, mantenha o volume em um nível adequado;
  • priorize o silêncio no dia a dia;
  • limite o tempo do uso dos fones do ouvido;
  • caso trabalhe em locais barulhentos, use protetores auriculares.

2. Limpe corretamente os ouvidos

 

Inúmeras infecções surgem por conta de impurezas que ficam nos ouvidos em razão da falta de limpeza. Elas danificam as estruturas fundamentais da audição, principalmente por conta de sujeiras e também objetos contaminados. As melhores limpezas devem acontecer após uma consulta com um otorrinolaringologista, pois o profissional indicará a melhor solução, tendo em vista que os cotonetes podem ser vilões em determinadas situações.

 

Isso, principalmente quando perfuram o canal auditivo e, até mesmo, o tímpano. Além disso, retirar constantemente a cera pode ser um tiro no pé, pois ela lubrifica, protege e mantém os ouvidos livres de microrganismos. Não utilize objetos de outras pessoas, como fones de ouvido, brincos ou piercing. Mantenha sempre os seus fones limpos, evitando o contágio por bactérias, fungos ou, até mesmo, vírus.

3. Evite os fones de ouvido

 

Apesar de serem muito úteis em várias situações, os fones de ouvido podem causar inúmeros problemas. Portanto, tenha cautela no uso e mantenha o volume sempre em um nível adequado. Isso porque os fones de ouvido potencializam ainda mais o som. Ao ouvir em um volume na média de 85 decibéis por 45 minutos, por exemplo, problemas já podem acontecer.

 

E como saber se o volume está adequado? Uma dica é observar se você consegue conversar com alguém mesmo ouvindo algo no fone. Outra orientação é optar pelos modelos que são usados do lado de fora da orelha, pois são menos nocivos. Não deixe de manter os seus fones limpos e nunca os compartilhe com outras pessoas, mesmo que sejam da sua família.

4. Utilize protetores auriculares

 

Diante de uma poluição sonora que só aumenta a cada ano, nada melhor do que se proteger dos ruídos. Por isso, o uso de protetores auriculares é essencial, principalmente se você está sempre em exposição a ruídos, seja no trabalho, no trânsito ou em outros locais. Caso você viaje muito de avião ou trabalhe ao lado de máquinas, é importante utilizar o protetor auricular.

5. Evite ficar muito tempo no smartphone 

 

Quem conversa muito no smartphone também pode sofrer danos no ouvido, pelo fato da constante exposição. Uma boa dica é conversar no viva voz. Afinal, os aparelhos emitem ondas eletromagnéticas que podem ser prejudiciais à saúde dos ouvidos. Além disso, há a opção de se comunicar via texto, principalmente nos aplicativos. Portanto, preze sempre pela cautela.

6. Invista na qualidade de vida

 

A manutenção de hábitos saudáveis é primordial, não só para a saúde dos ouvidos como para o organismo todo. Afinal, quem se cuida de uma maneira integral vive melhor, com mais qualidade e bem-estar. Busque sempre uma alimentação saudável, rica em fibras, proteínas, carboidratos, minerais e vitaminas, explorando frutas, verduras e legumes.

 

Evite, ao máximo, o excesso de café, doces, salgados, álcool e tabaco. Beba bastante água e tenha pensamentos positivos. São atitudes que contribuem para o fortalecimento da imunidade, aspecto fundamental para manter os ouvidos saudáveis. Ao beber muito líquido, por exemplo, as toxinas são eliminadas, deixando o seu corpo mais leve e sua mente sã.

7. Faça consultas periódicas

Quem mantém o hábito de realizar consultas periódicas consegue prevenir inúmeras doenças, além de obter mais sucesso em tratamentos, em caso de algum problema. Isso porque quanto mais cedo algo estranho for detectado no organismo, maiores serão as chances de cura. E com os ouvidos não é diferente. Portanto, faça consultas periódicas com o otorrinolaringologista, principalmente se você tiver casos de perda auditiva na família.

 

A orientação é que as avaliações com o especialista sejam anuais, o que inclui a prevenção. Além disso, caso você sinta algo fora da normalidade, como um zumbido, procure imediatamente o médico. Afinal, somente com uma avaliação mais apurada, será possível identificar o problema. Pessoas acima de 50 anos devem ter uma frequência maior no especialista, pois nessa faixa etária os problemas nos ouvidos podem aparecer com mais frequência.

8. Siga os tratamentos indicados

 

Infecções, de otites a gripes, devem ser tratadas adequadamente após uma consulta com o médico. Portanto, é imprescindível que você siga corretamente o tratamento indicado, cumprindo os passos até o final, sem interrupções por conta própria. Isso porque quando infecções no ouvido são mal curadas, elas podem influenciar em outras complicações, como na deficiência auditiva.

9. Tenha momentos de silêncio

 

Não que você vá virar um zen budista, mas momentos de silêncio são importantíssimos para a saúde dos ouvidos. Isso porque contribuem para os períodos de descanso do órgão. A dica é sempre ir para lugares silenciosos, como um parque, montanha, área rural, enfim, lugares que transmitem paz. Ao investir nos repousos sonoros, você evitará lesões e muitos outros problemas.

 

Apesar de a poluição sonora está por todos os lados, ainda é possível encontrar locais de silêncio, mesmo que seja em um cômodo dentro de sua casa. Ao seguir essas dicas, você saberá melhor sobre como cuidar da saúde dos ouvidos, desfrutando do que há de mais belo no ato de ouvir.

 

E aí, este conteúdo foi útil para você? Ficou com alguma dúvida? Então, deixe aqui o seu comentário!

Tire suas dúvidas pelo Whatsapp

close-link
Olá! Tire suas dúvidas pelo WhatsApp!