Alzheimer: o que é, quais os sintomas e formas de tratamento

 

 

O Alzheimer é uma doença que prejudica a qualidade de vida das pessoas e, por isso, se torna uma das enfermidades mais temidas. De acordo com dados do Governo Federal, essa doença acomete 11,5% da população idosa do Brasil.

Infelizmente, os medicamentos não são eficazes o suficiente para retardar os efeitos da enfermidade, por esse motivo, é importante também investir na terapia multidisciplinar, por exemplo, pois ela ajuda a melhorar a qualidade de vida do paciente.

Como o Alzheimer ainda não tem cura, é importante conhecer os sintomas para procurar um médico assim que os primeiros sinais forem detectados. Dessa forma, o tratamento será mais eficaz no combate à doença, mas apenas no sentido de amenizar os efeitos do problema.

Para que você possa ter um melhor conhecimento sobre o assunto, neste artigo explicamos o que é o Alzheimer, seus principais sintomas e quais são os tratamentos disponíveis. Acompanhe!

O que é Alzheimer?

O Alzheimer é uma doença que faz com que as funções cerebrais, como linguagem, memória e habilidade de cuidar de si se deteriorem de maneira progressiva e inexorável.

Essa doença degenerativa apresenta três estágios:

  • inicial: ocorre quando o paciente tem perda de memória recente — além disso, ele também fica desorientado em alguns momentos e pode apresentar sinais de queda da motivação e agressividade;
  • intermediário: conforme a doença progride, o paciente passa a apresentar um esquecimento mais profundo, tendo dificuldades até para lembrar do nome de pessoas conhecidas — além de apresentar dificuldade na fala, ele também precisa de auxílio para realizar a sua higiene pessoal;
  • avançado: quando o Alzheimer encontra-se no período mais avançado, até as memórias mais enraizadas são difíceis de serem resgatadas, como lembrar de parentes e amigos — sem contar que a capacidade motora também é comprometida.

Quais são os sintomas da doença?

No início, o paciente percebe um aumento no esquecimento e sente que, às vezes, confunde as coisas, mas, com o passar do tempo, a doença rouba mais memórias, especialmente as recentes. No entanto, vale ressaltar que a progressão desse problema varia de pessoa para pessoa.

Entre os principais sintomas do Alzheimer podemos citar:

  • problemas de linguagem;
  • perda significativa de memória;
  • inatividade e desânimo;
  • dificuldade em tomadas de decisões simples.

Quais os tratamentos indicados?

O Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza gratuitamente os principais remédios indicados no tratamento do Alzheimer, que são a rivastigmina, a galantamina e o donepezil. No entanto, é válido ressaltar que somente o médico pode avaliar cada caso e indicar o tratamento mais adequado para o paciente.

O tratamento consiste não apenas para corrigir o desequilíbrio físico cerebral e diminuir o deficit de memória, mas também para controlar a confusão e agressividade. Transtornos do sono e depressão são tratados com medicações específicas e que não interferem nos resultados do tratamento contra o Alzheimer.

Embora o Alzheimer ainda não tenha cura, realizar os tratamentos indicados pelo médico é fundamental para melhorar a qualidade de vida do paciente. Infelizmente, ele não poderá mais realizar as atividades como antes, mas com dedicação ao tratamento é possível proporcionar a ele mais conforto e segurança.

Ficou com alguma dúvida em relação ao Alzheimer? Alguém da sua família sofre com essa doença e você quer compartilhar suas experiências? Deixe tudo aqui nos comentários!